(c) 2008-2011 avesdeportugal.info -Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Aves dos Açores
Especialidades: priolo, ferfolha, pombo-torcaz dos Açores.

Outras espécies: tentilhão dos Açores, melro, toutinegra dos Açores, lavandeira, milhafre, canário-da-terra, vinagreira, galinhola,
gaivota-de-patas-amarelas e chasco-cinzento.

Raridades: Cruza-bico

Visita: Sendo uma zona montanhosa e de condições climatéricas instáveis, a ocorrência de chuva é sempre uma possibilidade a
ter em conta. Contudo, durante o Verão é maior a probabilidade de apanhar bons dias. Aconselha-se o início da visita de manhã
cedo, podendo esta começar pela entrada sul da Estrada da Tronqueira (pelo lado da Povoação). Conduzindo devagar e de forma
atenta, tanto quanto a estrada obriga, há fortes possibilidades de avistar
priolos a poucos metros, à medida que estes levantam
voo desde o solo. Pode sair do carro e observá-los pois geralmente não voam para longe.
Seguindo viagem até ao Miradouro da Tronqueira (cerca de 9 km) vai certamente encontrar
canários e tentilhões. Chegando aí a
paragem é obrigatória, com nova oportunidade de observar
priolos e uma boa probabilidade de observar a irrequieta ferfolha bem
de perto. No Miradouro da Tronqueira pode ainda avistar
pombos-torcazes em voo, enquanto aprecia a vista da Serra da
Tronqueira e Pico da Vara. Nesta zona pode caminhar um pouco ao longo da estrada e prestar atenção à vegetação peculiar dos
Açores.
Continuando de carro pela Estrada da Tronqueira (cerca de 7 km), quase no fim desta, irá encontrar o acesso à Fajã do Rodrigo,
assinalado por uma placa verde e uma cancela aberta. Descendo de carro ou a pé até à Ribeira do Guilherme poderá repousar à
sombra, ao relaxante som da água corrente ou observar as graciosas
lavandeiras. Os mais corajosos não podem deixar de tomar
um banho refrescante nestas águas puras!
Quase no fim da visita, deixando a estrada da Tronqueira pelo lado norte, pode descer e visitar a bonita Vila de Nordeste ou subir
directamente ao Pico Bartolomeu, outra paragem obrigatória, caso a meteorologia o permita. Aqui terá mais uma oportunidade de
observar o
priolo, a lavandeira, a ferfolha, o tentilhão, o melro, o milhafre ou o pombo-torcaz, ao mesmo tempo que nos é oferecida
uma vista panorâmica sobre grande parte da ilha. A caminho do Pico Bartolomeu está o Centro Ambiental do Priolo, onde poderá
aprender mais sobre o
priolo e a área que visitou.

Melhor época: Maio a Outubro

Ilha: São Miguel

Concelhos: Nordeste e Povoação

Onde fica:  
(talvez se possa dar uma descrição mais detalhada dos acessos)

Aqui perto: Lagoa das Furnas, Planalto dos Graminhais
Serra da Tronqueira e Pico Bartolomeu

Sendo um dos últimos e o mais extenso e importante núcleo de vegetação nativa em São Miguel, a Serra da Tronqueira alberga
um precioso conjunto de endemismos botânicos. Associados a estes podemos observar igualmente grande parte dos
passeriformes endémicos dos Açores que evoluíram, a par com a Floresta Laurissilva, sendo um deles o singular Priolo. Para
além da sua importância em termos de conservação, esta zona brinda-nos continuamente com paisagens mistas de beleza e
misticismo, para além de inúmeras perspectivas dignas de postal. Dois exemplos magníficos são a contemplação do Pico da
Vara, desde o Miradouro da Tronqueira, e a contrastante transição terra-mar, avistada do Pico Bartolomeu.
É na Serra da Tronqueira que se encontram as manchas de vegetação natural
mais importantes de são Miguel, sendo esta zona o principal habitat do Priolo

Ver Serra da Tronqueira num mapa maior