(c) 2008-2011 avesdeportugal.info -Todos os direitos reservados. Desenvolvido por CiberAjuda.com
Fatbirder's Top 1000 Birding Websites
Aves dos Açores
Bico-de-lacre

Sendo uma ave recentemente introduzida, e de distribuição localizada, no arquipélago dos Açores é ainda relativamente
desconhecida da população, causando sempre alguma surpresa e estranheza a aparição de indivíduos desta espécie.
Identificação
É ligeiramente mais pequena que um canário. A sua plumagem é castanha-acinzentada, apresentando uma mancha vermelha no
abdómen, mais marcada nos machos. O seu bico, curto e forte, é dum vermelho-vivo, assim como uma visível mascarilha.
Habitualmente voa a baixa altitude, quase sempre constituindo pequenos grupos e por vezes grandes bandos de aves.
Geralmente vocaliza em voo, facto que ajuda à sua detecção.

Abundância e calendário
Espécie introduzida/escapada de cativeiro. Residente. A sua presença no arquipélago é recente, desde a década de 80 do século
passado. Actualmente está presente, com relativa abundância, por toda a ilha de São Miguel e, de forma ainda localizada, na
Terceira (as primeiras observações datam de 2000).

Zonas ripícolas, na proximidade de ribeiras e lagoas. Nos Açores tem sido observada em vários géneros de pastagens, tanto a
altitudes baixas como, por vezes, frequentando cotas na ordem dos 900 metros de altitude (Planalto dos Graminhais). É
observada frequentemente em pastagens bordejadas por canas, hortenses e outro género de vegetação exótica.

Onde observar:
Lagoas de São Brás, das Furnas e Azul, Covoada, Vila Franca do Campo, Furnas, Povoação, Lagoa, Santana, Ribeira Grande,
Algarvia, Lomba da Fazenda, Nordeste (São Miguel); Paul e
Cabo da Praia, Contendas, São Bartolomeu, Caminhos dos Três
Cantos, Lagoa do Negro (Terceira).